sexta-feira, 12 de abril de 2019

Raviolone di Zucca con Pesto





















Para o pesto
No processador, junte as folhas de manjericão fresco bem lavado, o dobro do peso de azeite de oliva e também de queijo parmesão, um pouquinho de alho, sal, pinholes ou a castanha que você tiver. Não bata demais, deixe um pouco de textura.
Na hora de servir amoleça com um pouco da água do cozimento da massa e incorpore ao prato.

Para o recheio
Descasque qualquer abóbora madura, corte em cubos, refogue com alho no azeite de oliva, não deixe queimar, vá ajuntando água ate amolecer, junte salsinha, sal pimenta do reino, ajuste os temperos, tire do fogo quando não houver agua e a abobora for uma mistura de purê e pequenos pedaços bem macios. Deixe esfriar

Para a massa
Uma xicara de farinha de trigo para cada ovo, isso dá para 8 raviolones, misture bem, amasse até conseguir passar no cilindro, dobre e repasse várias vezes, deixe descansar ½ horar.
Abra a massa até o penúltimo grau de finura do seu cilindro, coloque sobre uma superfície com um pouquinho de farinha, coloque uma colher de sopa do recheio cada 12 centímetros. Dobre a metade da massa por cima, aperte bem onde não tem recheio, cuide para não deixar muito ar dentro do pastel. Corte com um molde também de 12 centímetros ou com uma carretilha ou com uma faca. Descole da superfície, mantenha sobre farinha. reabra a massa que sobrou e repita a operação até terminar a massa ou o recheio ou sua paciência.

Montagem
Cozinhe os raviolones em agua salgada e fervente por 4 minutos, junte com o pesto já diluído, salpique com mais umas castanhas partidas e bom apetite.

domingo, 3 de março de 2019

Capão Grelhado





















Reza a lenda que Nero detestava acordar cedo, mandou matar todos os galos e frangos de Roma. 
Para contornar a situação começaram a castrar os filhotes e descobriram que além de não catarem, cresciam mais e tinha um gosto ótimo.

Se você só tiver frango esta receita também funciona, se você seguir com atenção.

Deite meio peito, na placa de corte, com a pele para baixo. Com a ponta da faca, na metade da peça, corte para a lateral para abrir o peito como uma borboleta. O objetivo é ter uma espessura uniforme de maneira que tudo chegue ao ponto de cozimento ao mesmo tempo. Parece difícil, mas não é. Se ficar uma parte mais gordinha, faça um talho até a metade da espessura para o calor e o tempero entrarem.

Tempere com sal, pimenta do reino e orégano e deixe pegando gosto, enquanto você cuida do resto. A carne não poderá estar gelada quando for para o fogo.

Enquanto isto prepare o vinagrete, descasque e corte a cebola no meio, pique em fatias o mais finas possível, escalde em agua fervendo por 30 segundos, escorra coloque na agua gelada, espera esfriar e deixe escorrendo. Só coloque o sal na ultima hora para não soltar a agua. Se quiser pode enfeitar com tomate sem sementes picadinho, pimenta dedo de moça ou calabresa, salsinha, enfim.
Se for tomar vinho tempere com limão, em todos os outros casos um bom vinagre, não muito porque o peito não tem muita gordura você só precisa de um toque ácido. Sal, pimenta do reino, mais orégano.

De volta ao peito.
Pré-aqueça o forno a 200°C.
Numa frigideira que possa ir ao forno ou forma pequena e baixa, coloque um fio de azeite de oliva, aqueça e coloque o peito com a pele para baixo. A frigideira deve ‘chiar’ não espirrar óleo pela cozinha inteira.
Controle o fogo, não pode parar de fritar e soltar agua, nem queimar.
Não toque no peito, cozinheiros têm mania de ficar mexendo, controle-se.
Quando as beiradas começarem a ficar brancas, use um garfo ou uma pinça para dar uma olhadinha em baixo. Vire quando estiver como na foto, nem branco nem esturricado.
Repita e leve ao forno.

Este ficou exatos 10 minutos no forno.
Esta é a parte mais importante de receita, o frango não pode estar rosado, mas assim que a carne estiver branca e não translúcida está pronta.
Você não tem raios-X, isto depende de muitos fatores, chefes repetem a mesma receita centenas de vezes, nas mesmas condições.
Fique atento, simplesmente faça um talho na carne e olhe. Não deixe passar do ponto ou vai ficar seco, principalmente se for frango e ai perdeu a graça!

Bom Apetite!

quarta-feira, 20 de fevereiro de 2019

Yakisoba

















Yakisoba
Rapidinho.
Coloque o macarrão para cozinhar.
Comece refogando a proteína, a que preferir, carne, frango ou camarão, no fogo forte, na  manteiga e óleo vegetal.

Acrescente a trilogia oriental, alho, talo de cebolinha e gengibre.
Cuidado para o alho não queimar, junte os legumes picadinhos, os que você tiver, cenoura, brócolis, pimentão, acelga, repolho, abobrinha, dedo de moça, enfim. É só pra dar um susto nos vegetais, devem ficar crocantes.
Um pouco de vinho de arroz ou branco. Shoyu, cuidado que é muito salgado.
Escorra o macarrão e junte aos legumes.
Acerte a pimenta e o sal, arremate com um toque de óleo de gergelim tostado.

Se vc estiver fazendo um monte, se quiser diminuir o óleo ou se seu fogo não ajuda e os legumes estiverem passando do ponto, engrosse o molho com um pouquinho de maisena, diluída na água, fica melhor sem.

domingo, 20 de janeiro de 2019

Kibbé l'labaniyé


















Esta receita é para iniciados, difícil, vou pular a parte fácil e vou direto para as dicas importantes. 
Os puristas devem estar virando no túmulo, mas foi assim que deu certo, com o que eu tinha na mão. Aproveite.

O Kibbé
Os quibes devem ser redondos, do tamanho de um ovo de codorna, se recheados, melhor.
Devem se cozidos em água por mais três minutos após boiarem, você também pode fritá-los e eles devem estar quentes na hora de entrarem na sopa.

L'labaniyé

750 ml de caldo de carne + a carne desfiada
100 g de arroz
1 colher rasa de Maisena
2 ovos
1500 ml de coalhada fresca, de preferência leite de cabra.
Hortelã seca.
Sal/pimenta do reino

Comece com um bom caldo, carneiro ou vaca, se tiver osso fica muito melhor, sal, pimenta do reino, use vegetais para dar sabor, cebola, alho, salsão, cenoura, enfim.
Coe o caldo, junte a carne desfiada, junte o arroz, cozinhe por 15 minutos, engrosse um pouco com maisena dissolvida em um pouco d'água, cozinhe mais um pouco, mexendo. Tire do fogo.
Misture os ovos crus com a coalhada, junte ao caldo, leve ao fogo, mexendo sempre.
Atenção! Na primeira borbulha tire do fogo, não deixe ferver ou a coalhada vai talhar, vai perder a cremosidade.
Acerte o sal e a pimenta, junte os quibes quentes e polvilhe com hortelã seca, na foto fiz uma graça com pimenta caiena.

Bom Apetite!
receita adaptada da esplêndida publicação  https://parisalep.com/2010/03/20/kebbe-blabaniye/

domingo, 9 de dezembro de 2018

Frango a Kiev




















Comece com bifes de peito de frango, bata até ficarem fininhos e com a espessura homogênea.
Tempere com sal e pimenta do reino.
Faça um sanduíche recheado com uma fatia de presunto e uma de queijo, use mozarela ou o queijo tiver ou que preferir.
Passe na farinha de trigo, no ovo batido com uma gota d'água sal e pimenta, depois na farinha de rosca ou num pão velho batido, quero dizer, ligeiramente ralado no liquidificador.
Doure os dois lados numa mistura de manteiga e óleo de oliva, cuidado queima rapidinho.
Leve ao forno por 10 a 15 minutos.

quarta-feira, 17 de janeiro de 2018

Camarão & Moranga




















Corte a moranga ou abóbora em cubinhos, refogue na manteiga até pegar uma corzinha e começar a amolecer, junte um pouco mais de manteiga e os camarões bem escorridos.
Tempere com sal, pimenta do reino e cúrcuma, se gostar.
Deixe refogar por 90 segundos em fogo forte, mexa os cubinhos de abóbora e vire os camarões, deixe mais 60 segundos, junte creme de leite fresco e salsinha picada, mexa até o creme se incorporar e ferver, uns 30 segundos. Tá pronto! 

terça-feira, 9 de janeiro de 2018

Berinjela Recheada




















Ingredientes (para 2 porções)
1 berinjela de média para grande.
250 g de patinho ou alcatra moído.
1 tomate pequeno sem semente, picado.
2 dentes de alho picadinhos.
4 fatias de mozarela
25 g de queijo parmesão
1 colher de sopa de azeite
Sal, orégano, pimenta do reino e vermelha a gosto.

Lave a berinjela, tire a parte verde, corte no meio, tire uma pequena fatia nas costas de cada metade para que se apoie menor, retire a polpa e pique, cuidado para não furar a casca.

Comece refogando bem a carne moída no azeite, junte o alho, o tomate e a berinjela. Junte os temperos e um pouco d’agua.

Se gostar junte caldo de carne, cuidado com o sal, eu prefiro usar um pouco de Cúrcuma.

Coloque as duas metades na panela, boca para baixo, tampe e cozinhe até a carne ficar macia. Vá juntando água, se necessário, e tome cuidado para não grudar no fundo nem quebrar as metades da berinjela.

Numa assadeira coberta com papel alumínio, para facilitar a limpeza ou numa forma bonita, se preferir, comece com as duas metades, um pouco de sal, azeite e parmesão sobre elas, divida o molho entre as duas, cubra com a mozarela e acabe com mais parmesão e um fio de azeite.

Forno a 180°C até dourar, uns 20 minutos.
Bom apetite.